Tocantins 32° C

Mulheres palmenses contam com serviços específicos e rede de proteção

Com o Centro de Referência Flor de Lis e a Casa Abrigo da Mulher a Prefeitura integra a rede de proteção às palmenses

Thomas Hessel - Palmas, TO

09/03/2021

| Atualizado em

10/03/2021

119

Mulheres palmenses contam com serviços específicos e rede de proteção

Palmas, TO - O Dia Internacional da Mulher - 08 de março também é uma data para reafirmar a importância de se combater a violência de gênero. Em Palmas, as mulheres contam com uma rede multissetorial, onde se destaca o Centro de Referência de Atendimento à Mulher em situação de violência - Flor de Lis e a Casa Abrigo da Mulher, dirigidas pela Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

As moradoras de Palmas, que estão ou estiveram em situação de violência, podem buscar apoio no Flor de Lis. “Elas receberão atendimento psicossocial, com orientação e informação, escuta qualificada para levantamento de necessidades, apoio e fortalecimento da autonomia até que o ciclo de violência seja rompido”, explica a secretária da Sedes, Patrícia do Amaral.

De acordo com a psicóloga do Centro Flor de Lis, Fernanda Barreira Brito, foram acompanhados 86 casos de violência de julho a dezembro de 2020. No mesmo período de 2019 foram registrados 79 casos. Nas situações mais graves, a vítima é encaminhada para a Casa Abrigo. “Essa etapa é fundamental para garantir a segurança da vítima quando há um risco iminente de morte, quando a situação exige uma segurança maior, até que as Medidas Protetivas de Urgência sejam deferidas pelo Juizado da Violência Doméstica”, explica.

Na Casa Abrigo, que tem capacidade para receber até 20 mulheres, as acolhidas recebem atendimento psicossocial, serviços da rede de atendimento à mulher e são encaminhadas para a Defensoria Pública sempre que necessário.

O atendimento presencial no Centro Flor de Lis está suspenso temporiamente, mas, quem necessitar de algum serviço oferecido no local pode ligar no número (63) 3212-7246 (WhatsApp). Casos de violência também podem ser denunciados para a Delegacia de Atendimento à Mulher, no (63) 3212-7246 (WhatsApp), e Disque 180.

 

Parceiros

A rede de proteção à mulher vítima de violência em Palmas é formada com a parceria do Núcleo Especializado de Proteção e Defesa da Mulher (Nudem), da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO); Núcleo Maria da Penha, do Ministério Público Estadual (MPE-TO); Patrulha Maria da Penha; Tribunal de Justiça; Delegacias Especializadas em Atendimento à Mulher (DEAM’s); Núcleo de Atendimento à Pessoa em Situação de Violência (Nuave), no Hospital Geral de Palmas (HGP); e Serviços de Atenção Especializada às Pessoas em Situação de Violência Sexual (Savis) do Hospital e Maternidade Dona Regina Siqueira Campos (HMDR).