Tocantins 32° C

Porto Nacional apresenta projetos para o turismo e a cultura

Revitalização da Rua das Flores e realização do Circuito Turístico Cultural estão entre as propostas.

Thomas Hessel - Palmas, TO

01/06/2021

| Atualizado em

02/06/2021

105

Porto Nacional apresenta projetos para o turismo e a cultura

Palmas, TO - Próximo à Catedral Nossa Senhora das Mercês, no Centro Histórico de Porto Nacional, uma rua chama atenção pelo cuidado de seus moradores em deixar as fachadas de suas casas centenárias embelezadas com flores. A tradição começou com Dona Ana e contagiou a todos. Agora, a Prefeitura Municipal usará o endereço para um projeto piloto de revitalização que deverá ser estendido a outras ruas históricas. Este e outros projetos foram apresentados pelo prefeito Ronivon Maciel ao presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Jairo Mariano.

Durante o encontro, que também contou com a participação do secretário de Cultura e Turismo de Porto, Fernando Shock, da diretora de Turismo Ângela Dantas e das superintendentes de Cultura e Turismo do Estado, Lorena Ribeiro e Maria Antônia Valadares, também foram abordadas outras ações na cidade que é conhecida como a Capital da Cultura tocantinense e possui quase 300 anos de história.

A proposta para a Rua das Flores, que já conta com a parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e do Sebrae Tocantins visa a padronização do calçamento, iluminação, sinalização turística, segurança, entre outros. O projeto é assinado pela arquiteta Laura Mantovani, que atuou voluntariamente.

Ronivon Maciel ressaltou a vocação da cidade para o turismo e apresentou o Circuito Turístico Cultural de Porto Nacional, que ocorrerá entre 25 de junho e 8 de agosto, envolvendo atividades diversas, parte delas adaptadas para as plataformas virtuais, como a Semana da Cultura, a Feira do Cabaçaco, o Festival Gastronômico do Peixe, o aniversário do município. Também presenteou Jairo Mariano com uma estátua do Padre Luzo, feita pelo artesão Tauru, contando que o Memorial Padre Luso foi inaugurado recentemente, no Seminário São José.

O presidente da Adetuc ressaltou a importância desses espaços, para que Porto Nacional seja um ponto de parada dos turistas que chegam ao Estado. “O governador Mauro Carlesse quer colaborar com o desenvolvimento do turismo e da cultura tocantinense”, disse e revelou que dois prédios históricos da cidade passarão por obras de revitalização com recursos estaduais, o Casarão da Família Aires e o Museu de Zoologia.

 

Porto Nacional

Distante 52 km de Palmas, o município tem sua origem ligada à navegação pelo rio Tocantins. O primeiro morador da região foi o português Félix Camôa, barqueiro que no final do século 18 dedicou-se à travessia de mineiros que atuavam nas minas de Bom Jesus do Pontal e Arraial do Carmo. O local, que foi chamado de povoado Porto Real e vila Porto Real adquiriu o título de cidade e recebeu o nome de Porto Nacional em 1861.

O centro histórico foi tombado pelo Iphan em 2008. A área abrange cerca de 250 edificações, conjuntos de ruas, largos e praças, incluindo a Avenida Beira Lago e o entorno da Catedral Nossa Senhora das Mercês, que foi construída pelos freis dominicanos entre 1894 e 1904, no estilo românico de Toulouse (França).