Tocantins 32° C

Cidadania e justiça aposta no esporte para preservação da saúde

As aulas de Muay Thai fazem parte de um dos eixos do Programa Valorizar com foco na qualidade de vida dos servidores.

Thomas Hessel - Palmas, TO

28/07/2021

| Atualizado em

29/07/2021

234

Cidadania e justiça aposta no esporte para preservação da saúde

Palmas, TO - Com foco no bem-estar, na saúde física, mental e na profissionalização dos servidores, a Superintendência de Administração do Sistema Penitenciário e Prisional do Tocantins da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) está ofertando por meio do Programa Valorizar, aulas de Muay Thai, projeto iniciado há um mês, com aulas três vezes por semana que acontecem na Escola Superior de Gestão do Sistema Penitenciário e Prisional (Esgepen), em Palmas.

“O Programa Valorizar tem a finalidade de promover qualidade de vida, valorização e capacitação dos servidores e policiais penais do Sistema Penal do Tocantins, por meio da Esgepen, com oferta de atividades físicas, acompanhamento a saúde dos servidores, entre outros”, falou o superintendente do Sistema Penal, Orleanes Alves.

O gerente da Esgepen, Rodrigo de Araújo, explica que o esporte faz parte de um dos eixos do Programa Valorizar. “Essa proposta está dentro do eixo qualidade de vida do servidor promovido pela Pasta a fim de possibilitar condicionamento físico e mental que auxilia nas atividades do dia a dia”, destacou.

 

Turmas

Ao todo estão inscritos 60 alunos, sendo 30 homens e 30 mulheres divididos em treinos abertos três vezes por semana de uma hora e vinte minutos. Desde o início do projeto, a policial penal Marciana Feitosa da Costa tem frequentado as aulas e fala empolgada. “Era uma coisa que eu estava querendo bastante há muito tempo e quando surgiu essa oportunidade oferecida pelo Sistema eu abracei e já evoluí bastante, me dedicando e já vendo resultados”, falou.

 

 

O professor de Muay Thai que atua há mais de 14 anos com artes marciais, Charles Crispim da Silva, também fala sobre os benefícios do esporte. “O projeto que a Seciju implantou para os servidores é excelente porque com a carga psicológica do trabalho no Sistema Penal é muito pesada e essa atividade alivia as tensões e trabalha o corpo e a mente”, pontuou o mestre.