Tocantins 33° C

Prefeitura de Palmas publica manual de elaboração do PPA 2022-2025

Orientações foram aprovadas pela Portaria nº 469/2021 e estabelecem uma construção colaborativa com a sociedade.

Thomas Hessel - Palmas, TO

20/08/2021

| Atualizado em

23/08/2021

111

Prefeitura de Palmas publica manual de elaboração do PPA 2022-2025

Palmas, TO - A Prefeitura de Palmas disponibilizou o manual de orientação para elaboração do Plano Plurianual (PPA) 2022-2025, que define a construção colaborativa desse documento com a sociedade. O manual trata do ciclo de gestão do PPA, as dimensões do plano, as diretrizes estratégicas e organização do documento, a formulação dos programas e a programação física e financeira. O PPA expressa a solução de problemas e potencialidades de Palmas para os próximos quatro anos.  As orientações, aprovadas pela Portaria n° 469/2021, estão disponíveis no site da Prefeitura de Palmas, confira aqui.

O manual estabelece três diretrizes para a elaboração do PPA 2022-2025: investir na sociedade e no bem-estar das pessoas por meio de um conjunto de políticas; ampliar e requalificar os projetos de infraestrutura que contribuam para a modernização Capital de modo sustentável; aperfeiçoar os mecanismos de governança municipal, garantindo um amplo diálogo federativo, participação social, transparência, exequibilidade, equidade, eficiência, eficácia e efetividade do serviço público. Esses objetivos estão relacionados com a visão de “transformar Palmas em uma cidade mais humana, economicamente forte e sustentável”.

“Com base na metodologia adotada nos últimos ciclos de elaboração dos planejamentos plurianuais da Prefeitura de Palmas, apresentamos uma visão mais simplificada para o PPA 2022-2025. A simplificação possibilitará uma melhor mensuração dos resultados, facilitando as avaliações e monitoramentos. Uma das mudanças é a redução dos programas temáticos, de 13 para seis, em uma linha transversal e articulada com os objetivos de resultados”, explica o superintendente de Planejamento e Orçamento da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Humano (Seplag), José Augusto Rodrigues Santos Júnior.

 

Diagnóstico setorial

Os órgãos municipais têm até o dia 25 deste mês para enviar os diagnósticos, que devem demonstrar a situação da política desenvolvida em cada pasta, com dados de 2018 a julho deste ano, seguindo o manual de orientação. Os servidores públicos, responsáveis pela elaboração do diagnóstico, devem elencar os principais programas e projetos em execução que deverão continuar, e destacando os beneficiados das ações e os objetivos para os próximos quatro anos. “Uma das avaliações a ser feita pelos servidores de cada área é quais as ações do PPA 2018-2021, em vigor, foram executadas e qual a situação e quais não foram executadas”, detalha José Augusto.

 

O que é o PPA?

Previsto no artigo 165 da Constituição Federal, o PPA é o instrumento de planejamento governamental de médio prazo, onde organiza as diretrizes e metas do Poder Público, os objetivos dos agentes públicos e políticos e a demanda da população em programas, estruturados em ações. O PPA tem duração de quatro anos e sempre é elaborado no primeiro ano do mandato do prefeito, governador ou presidente da República. O PPA tem como objetivo garantir a continuidade da gestão pública e ser uma ferramenta mais ampla que o mandato do chefe do Executivo, mas sim uma política de estado.