Tocantins 33° C

Projeto visa reduzir pena prisional com leitura de livros

Através da articulação da Pasta, a Igreja está realizando campanha com fiéis para arrecadação de livros para o projeto Ler para Libertar.

FERNANDO HESSEL - Palmas, TO

27/11/2021

| Atualizado em

27/11/2021

250

Projeto visa reduzir pena prisional com leitura de livros

 

Palmas, TO - Em continuidade ao projeto “Ler para Libertar”, que possibilita a remição de pena pela leitura, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) tem contado com o apoio de diversos setores da sociedade para a composição dos acervos de livros das unidades penais do Estado. Entre os colaboradores está a Igreja Catedral Divino Espírito Santo, localizada em Palmas, que está realizando campanha para arrecadação de livros entre os fiéis.

A partir da sugestão de servidores da Assessoria Jurídica da Seciju, que indicou a possibilidade de colaboração da Igreja, a Gerência de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso e Egresso realizou a apresentação do projeto de remição pela leitura para o responsável pela Catedral, que se prontificou a ajudar na campanha pedindo doação para fiéis da Catedral e também da Paróquia Coração de Maria.

“O artigo 4 da Lei de Execução Penal diz que o Estado deve provocar a sociedade para participar da reintegração e é isso que estamos buscando fazer. O Sistema de Justiça já nos apoia, os próprios servidores nos apoiam, mas precisamos abrir ainda mais esse leque, por isso estamos apresentando o Projeto para outras instituições, sendo que essa é uma forma de tocar vários segmentos da sociedade”, ressaltou a gerente de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso e Egresso, Renata Duarte.

Para o Padre Eduardo Zanon, essa é uma oportunidade de contribuir com a diminuição da violência presente na sociedade. “A igreja enxerga como uma oportunidade para diminuir as distâncias e superar a violência, através da educação e da caridade”, afirmou.

 

Saiba como contribuir

A contribuição da população em projetos que possibilitem novas oportunidades para a pessoa privada de liberdade está garantida na própria Lei de Execução Penal. Desta forma, a partir da doação de livros, a sociedade também está contribuindo para a reintegração do custodiado, o que reflete também na diminuição de crimes e reincidência criminal.

Para contribuir com o projeto, basta entregar os exemplares na sede da Seciju, diretamente na gerência de Reintegração Social, Trabalho e Renda ou em uma unidade penal mais próxima.

Os livros doados podem ser novos ou usados, desde que estejam em bom estado. Além disso, é necessário estar atento aos gêneros autorizados, entre eles: romances, literatura de cordel, religiosos, contos, autoajuda, ficção científica, literatura infantojuvenil, infantis, audiobooks e em formato impresso, com narrativas traduzidas ou para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Livros didáticos não fazem parte da campanha, pois esta oferta já é feita pelo governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes que oferta escolarização nos estabelecimentos penais do Tocantins.

Para mais informações: (63) 3218-6711 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.