Canal 24hCanal 24h
Data Atual

Tocantins

22° / 32°

Facebook - Clique para acessar Twitter - Clique para acessar YouTube - Clique para acessar E-mail - Clique para enviar

Sexta, 03 Novembro 2017

No Peru, Prefeito diz prefere cuidar de Barcelona que Palmas

No Peru, Prefeito diz prefere cuidar de Barcelona que Palmas

Lima, Perú - A declaração foi dada durante um debate sobre o futuro das cidades que aconteceu em Lima, no Peru, promovido por um banco de fomento da América Latina.

O Prefeito de Palmas Carlos Amastha costumeiramente participa de rodadas semelhantes em países hispânicos com o objetivo de mostrar o trabalho dele frente a gestão da capital tocantinense. Segundo ele, uma forma de vender a cidade para novos mercados.

O tema do debate era “Como aumentar a produtividade e a inovação”. Estavam presentes no palco Carlos Amastha, Prefeito de Palmas; Salmito Filho, Presidente da Camara Municipal de Fortaleza; Michael Cohen, do The New School - Estados Unidos e Aníbal Gaviria, ex-Prefeito de Medellín, na Colombia.

Durante a primeira intervenção do prefeito, Amastha cutucou o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza Salmito Filho ao comparar a educação entre as duas capitais. Samito havia há poucos instantes ressaltado com orgulho os avanços na educação da capital cearense ranqueada entre a segunda e terceira posição numa pesquisa nacional segmentada do setor.

“Nestes mesmos dados de Fortaleza (abordados pelo vereador), Palmas é a primeira capital de todas as brasileiras. Deixamos para trás todo mundo.” provocou o Prefeito de Palmas.

Amastha justificou também o ingresso das forças armadas nas escolas municipais de Palmas. “Eu prefiro que os alunos queiram ser polícia do que bandido.”, disse o executivo argumentando sobre a importância dos valores educacionais nos colégios.

Em dado momento quando o prefeito falava sobre os desafios da administração da capital tocantinense; o prefeito cometeu uma gafe que passou quase despercebida pelo auditório.

“O que nós queremos? Administrar problemas de riqueza ou miséria? Prefiro administrar os problemas de Barcelona do que os problemas de Palmas; sem sombra de dúvidas.” ironizou Amastha.

A frase veio depois dele defender que as cidades devem investir na marca de cada município tomando por base a capital paranaense Curitiba e a colombiana Medellín. No final o prefeito foi elogiado pela conterrânea dele mediadora da banca debatedora Elsa Noguera, ex-Ministra de Vivienda na Colômbia; que puxou a orelha do vereador de Fortaleza pelo tempo de explanação.

A reportagem do Canal24horas verificou que o vereador falou por apenas 9 minutos; em contra-partida o Prefeito de Palmas Carlos Amastha falou por 12 minutos na primeira rodada. 

 

 

Facebook - Clique para acessar Twitter - Clique para acessar YouTube - Clique para acessar E-mail - Clique para enviar