Tocantins 31° C

Drones serão o futuro deste século nos serviços

“Em alguns setores os drones surgem como a principal alternativa para alavancar a produtividade de maneira inteligente”, explica o Presidente da ABDI

30/08/2018

| Atualizado em

30/08/2018

321

Drones serão o futuro deste século nos serviços

Palmas, TO - Os drones vem ganhando popularidade, visibilidade e utilidade em diversos setores. Apesar de serem vistos por muitas pessoas como uma forma de entretenimento, os veículos aéreos não tripulados (VANTs) têm aplicações diversas, principalmente para a indústria. Recentemente a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) regulamentou o uso de drones no Brasil para fins comerciais, como por exemplo, nas áreas de agricultura e segurança. Atualmente é divido em três categorias: aeromodelismo (atividades competitivas ou recreativas); operações experimentais (pesquisas e desenvolvimento) e não experimentais (filmagens e fotografias de eventos, inspeção e uso comercial em geral). Sendo assim, ao utilizar as imagens proporcionadas por essa tecnologia existe a prevenção de falhas, redução de custos relacionados a manutenção, além de diminuição dos riscos de vida das pessoas envolvidas no processo. A utilização de drones é prevista para proporcionar e maximizar o uso de mão de obra e principalmente monitoração das áreas.

Acredita-se que os drones tem potencial de impactar positivamente, além de ajudar e auxiliar, diversos setores brasileiros, podendo fortalecer o ecossistema de startups do país. O drone vem como uma tecnologia disruptiva que proporciona maior agilidade e facilidade na solução de problemas que com tecnologias utilizadas anteriormente, como aviões e helicópteros, eram postergadas devido ao custo de aquisição, manutenção e a segurança. Em alguns setores os drones surgem como a principal alternativa para alavancar a produtividade de maneira inteligente. A otimização de recursos financeiros e de tempo é extremamente importante para impulsionar a produtividade. Diante disso, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) enxerga no setor de drones um meio de inovação e com isso uma alternativa para impulsionar a produtividade e competitividade. Com isso, a ABDI fará uma ação Startup Studio (parte do Programa Nacional Conexão Startup Indústria), que resultará na primeira etapa do processo de desenvolvimentos de novas empresas relacionadas a tecnologias de drones. A Hackthon intitulada Hacking Drones ocorrerá em Brasília, de 31 de agosto e 2 de setembro.

Os participantes do evento irão trabalhar desafios e aplicações em agricultura, indústria, logística e segurança, fazendo utilização dos drones. Além disso, desenvolverão competências de gestão, desenvolvimento pessoal e entrega de metodologias ágeis (MVPs) para potenciais empreendedores. “Estamos trazendo os líderes do mercado brasileiro de drones para ver as ideias inovadoras e colocá-las em prática. É a nossa missão fomentar este networking para que soluções disruptivas auxiliem no desenvolvimento produtivo do país. Se não conseguirmos engajar esta geração Millennial dentro do processo industrial, de comércio e serviços do Brasil, certamente perderemos uma grande oportunidade”, explica o Presidente da ABDI, Guto Ferreira.