Canal 24hCanal 24h
Data Atual

Tocantins

22° / 32°

Facebook - Clique para acessar Twitter - Clique para acessar YouTube - Clique para acessar E-mail - Clique para enviar

Quinta, 11 Outubro 2018

Mais de 30 mil crianças brasileiras são cegas por falta de tratamento

Mais de 30 mil crianças brasileiras são cegas por falta de tratamento

Palmas, TO - O olho humano é um pequeno órgão responsável por uma das principais percepções sensoriais do ser humano. Diante dessa importância, o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) realizou um censo referente à saúde ocular da população brasileira. A pesquisa considerou todo o território nacional e apresentou dados alarmantes sobre um dos órgãos mais importantes do corpo humano.

Segundo o censo, mais de 4 milhões de brasileiros possuem alguma deficiência visual, dos quais 1,1 milhão são cegos. No entanto, segundo o CBO, dos problemas acometidos em crianças, 33 mil estão cegas por doenças que poderiam ter sido evitadas ou tratadas. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 80% das deficiências visuais podem ser evitadas ou curadas se diagnosticadas e tratadas a tempo.

Em Araguaína (TO), existe atendimento especializado para a população que deseja sanar ou tratar problemas oculares. O Hospital de Olhos do Tocantins, que será reinaugurado na próxima quinta-feira, 11, possui estrutura para atender 500 pacientes, gratuitamente. Para receber o atendimento, basta procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima e agendar uma consulta com o clínico geral responsável, que fará o encaminhamento ao oftalmologista.

Além disso, o Hospital possui estrutura para realizar pelo Sistema Único de Saúde (SUS) 40 cirurgias de catarata, 60 de pterígio, 20 cirurgias de glaucoma e 500 exames de imagem por mês. Para o oftalmologista João Arraes, ajudar a quem precisa é ter responsabilidade social. “Entendemos que não são todas as pessoas que têm acesso a um especialista e, por isso, buscamos facilitar esse acesso para que os problemas oftalmológicos sejam cada vez mais reduzidos entre a população”, afirmou.

Em sua nova sede, a instituição privada, que já era referência na Região Centro-Norte do País, atenderá a nível dos grandes centros de medicina oftalmológica do mundo, apostando cada vez mais em tecnologia.

Facebook - Clique para acessar Twitter - Clique para acessar YouTube - Clique para acessar E-mail - Clique para enviar