Tocantins 32° C

Palmas entra no radar na prevenção do Coronavirus

O cumprimento da jornada de trabalho dos profissionais da rede municipal de Saúde preocupa Palmas

Fernando Hessel - Palmas, TO

18/03/2020

| Atualizado em

17/03/2020

488

Palmas entra no radar na prevenção do Coronavirus

Palmas, TO - A segunda edição Boletim Epidemiológico do Coronavírus (Covid-19) de Palmas, publicado nesta terça-feira, 17, registrou oito casos investigados, 11 descartados e nenhum confirmado. A Prefeitura de Palmas passou a divulgar diariamente o documento para informar e tranquilizar toda a sociedade sobre a real situação do Coronavírus (Covid-19) na Capital.

O Boletim é produzido pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE-Palmas COVID-19), que também realiza reuniões diárias visando atualizar o cenário epidemiológico, planejar e encaminhar as novas ações cautelares a serem tomadas pela gestão municipal.

O COE ainda não teve acesso aos resultados dos exames realizados com os pacientes investigados que tinham previsão para sair nesta terça, 17.

 

Decisão do COE

Na reunião mais recente, ocorrida nesta terça-feira, 17, foram deliberadas cinco medidas pelo COE. A primeira delas trata da elaboração e posterior publicação de uma Portaria que regulamentará o uso racional dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) nas unidades de saúde com o intuito de evitar o desperdício desses materiais pela utilização desnecessária e inadequada dos servidores da Saúde.

A segunda decisão do COE é sobre a criação de um grupo de apoio de especialistas, incluindo Infectologista e Pneumologista de notório saber, para oferecer suporte técnico nas tomadas de decisões do Centro, levando em conta o eventual avanço da pandemia em Palmas. Essa medida também será feita por meio de Portaria.

O cumprimento da jornada de trabalho dos profissionais da rede municipal de Saúde também foi pauta da reunião desta terça. A Portaria a ser publicada nos próximos dias vai instituir uma comissão composta por profissionais indicados pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) e por médicos da rede de Saúde de Palmas. A comissão vai avaliar os atestados médicos e regulamentar os plantões extraordinários com o objetivo de evitar a evasão indevida dos profissionais neste contexto de crise e medo de contrair o Covid-19.

Outra medida cautelar para conter a pandemia causada pelo Coronavírus (Covid-19) é a suspensão temporária dos atendimentos eletivos de odontologia em todas as unidades do Município, permanecendo somente os casos de urgência e emergência. A decisão foi uma recomendação do Conselho Federal de Odontologia e foi tomada como medida de proteção dos profissionais e dos pacientes.

Por fim, o COE deliberou sobre a atualização do Plano de Contingência do município de Palmas para a Infecção pelo Coronavírus (Covid-19). O secretário municipal da Saúde, Daniel Borini, explica que “essa será a segunda edição do documento que vai ter atualização à medida em que a pandemia se alastrar, estagnar ou regredir na Capital”.