Tocantins 37° C

Fabio Ribeiro novo presidente do REDE quer uma devassa política do TO

“REDE quer remontar o cenário político no Tocantins a partir de Palmas e aposta no novo articulador.”

Fernando Hessel - Palmas, TO

27/03/2020

| Atualizado em

27/03/2020

696

Fabio Ribeiro novo presidente do REDE quer uma devassa política do TO

Fabio Ribeiro (atual REDE-TO) durante o Band Eleições 2012 sob o comando do jornalista Fernando Hessel

 

Palmas, TO - A decisão aconteceu a portas fechadas na última segunda-feira (16) na sede do partido em Brasília. Fábio vai substituir a vacância deixada por Marlon Reis e rejeitada pelo delegado de polícia Hudson Guimarães.

Ao que tudo indica o ex-juiz Marlon Reis, atualmente palestrante de curso sobre Prestação de Contas Eleitorais, é tido como “persona non grata” no Rede Sustentabilidade; partido que o acolheu para última campanha ao Governo do Tocantins.

As dívidas das últimas eleições contraídas na gestão do ex-juiz, a frente do REDE, ultrapassam mais de meio milhão de reais. Segundo especialistas da área jurídica, um passivo que poderá acompanhar o ex-candidato a governador; que agora milita ao lado do pré-candidato a Prefeito de Palmas Tiago Andrino (PSB-TO) cria do ex-prefeito Carlos Amastha (PSB-TO).

Para manter distância daquele que consideram ter afundado o partido em dívidas e recompor a base política no Tocantins; decidiram por unanimidade colocaram no comando do REDE no Tocantins Fabio Ribeiro.

Pessoas de dentro do partido, dizem que o REDE não quer mais pessoas inexperientes que ingressam no partido apenas para testarem a política, usarem o partido e se aventurarem. Fábio Ribeiro seria essa pessoa que, segundo os dirigentes do partido nacional, conhece de perto os detalhes da política tocantinense e teria vantagem política competitiva. O partido quer alguém que conheça a fundo o tabuleiro partidário deveras complexo no Tocantins.

Fabio Ribeiro é nascido em Palotina no interior do Paraná. Chegou no Tocantins no início da década de 90 quando Palmas estava sendo construída por Siqueira Campos. Ribeiro atuou em diversas administrações tanto no Estado como na Prefeitura da capital. Sua atuação na política ganhou enorme envergadura durante a campanha ao executivo na Prefeitura de Palmas ( 2012 ) fazendo uma dura oposição contra na época o iniciante Carlos Amastha. A disputa teve confrontos homéricos no horário eleitoral entre Fábio Ribeiro e Carlos Amastha; período em que ele já desde esta época questionava enfaticamente o passado empresarial do colombiano e daquilo que poderia mais adiante na capital do estado.

Até o fechamento desta reportagem, Fabio Ribeiro não respondeu a nossa redação sobre os reais objetivos a frente da REDE Sustentabilidade; mas seu nome já aparece no sistema do Tribunal Regional Eleitora. do Tocantins.