Tocantins 31° C

Prefeitura de Palmas dobra número de leitos clínicos requisitados

Semus chega a um total de 57 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19.

Thomas Hessel - Palmas, TO

17/08/2020

| Atualizado em

21/08/2020

172

Prefeitura de Palmas dobra número de leitos clínicos requisitados

Palmas, TO - O Município de Palmas conta atualmente com 57 leitos exclusivos para o tratamento de pacientes com Covid-19. A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) requisitou esta semana mais 18 leitos clínicos da rede privada de hospitais na Capital, somando-os aos 18 requisitados no dia 24 de julho, e aos 21 leitos de estabilização implantados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Norte e Sul, todos destinados a atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Nesta quinta-feira, 13, a Semus encaminhou um ofício ao Governo do Estado solicitando a doação de dez ventiladores mecânicos pulmonares, por período indeterminado. O pedido foi prontamente atendido pelo governador Mauro Carlesse, e os respiradores devem ser instalados até a próxima semana nas UPAs Sul e Norte. A secretária da Saúde, Valéria Paranaguá, que entregou o ofício pessoalmente ao secretário de Estado da Saúde, Edgar Tolini, destacou que tanto a requisição de mais 18 leitos clínicos, quanto o pedido de doação dos respiradores, busca atender à demanda judicial por ampliação da oferta de leitos.

 

Leitos

A aquisição de leitos particulares tem a garantia do pagamento semanal correspondente à utilização, sendo R$ 1.700,00 o valor pago pela diária do leito. Os leitos clínicos são utilizados para estabilizar o paciente e possuem uma estrutura que possibilita um período maior de internação até a estabilização do quadro ou encaminhamento para UTI. Pacientes em estado moderado que derem entrada nas UPAs poderão ser removidos para os leitos clínicos requisitados, dependendo da avaliação médica e disponibilidade de vagas.

Já os leitos de estabilização, nas UPAs, são utilizados para normalizar o estado de saúde do paciente e assim encaminhar para alta clínica ou para hospitais de referência ou privados, caso não ocorra a estabilização do quadro de saúde do enfermo.