Tocantins 39° C

Ação de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti

Nesta quinta, 10, a Semus concluiu o trabalho na Quadra ASR-SE 75 (712 Sul), onde por dois dias vistoriou comércios, ferros velhos e residências.

Thomas Hessel - Palmas, TO

10/12/2020

| Atualizado em

11/12/2020

241

Ação de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti

Palmas, TO - Com vistoria em comércios, ferros velhos e residências, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), por meio da Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses de Palmas (UVCZ), continua com as ações de combate ao Aedes aegypti, nesta sexta-feira, 11, no Jardim Santa Bárbara. Os trabalhos que tiveram início na última terça-feira, 08, na região Norte Arno 72, foram concluídos na Quadra ASR-SE 75 (712 Sul), na manhã desta quinta, 10.

A mobilização reúne profissionais da rede de saúde, dentre agentes de Endemias e fiscais da Vigilância Sanitária (Visa), que verificam qualquer possível criadouro do mosquito da dengue e prestam orientações à população. As ações de mobilização encerram nesta semana, porém as atividades de rotina da UVCZ continuam por todas as quadras da Capital.

Conforme destaca a fiscal da Visa, Ione de Oliveira Santos, as orientações passadas para a população contribuem com o controle da proliferação do mosquito. “Nessas ações trabalhamos em conjunto com os agentes de endemias e elaboramos juntos à gestão uma estratégia para atender todas as necessidades da população com esse trabalho de controle”.

 

Como prevenir?

De acordo com especialistas da Vigilância Epidemiológica, a principal forma de prevenção é acabar com o mosquito, mantendo o domicílio sempre limpo e eliminando os possíveis criadouros (recipientes com água parada). Especial atenção deve ser dada às calhas (que não devem estar obstruídas, pois acumulam água e podem virar criadouro de mosquito); caixas d água (que devem estar sempre bem fechadas); ralos (devem ter tela); e ainda, recipientes como garrafas, potes, vasos de plantas e outros que possam acumular água.

Outras medidas podem ajudar, embora sejam menos importantes que o controle do ambiente: roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia, quando os mosquitos são mais ativos, proporciona alguma proteção às picadas e podem ser adotadas principalmente durante surtos. Repelentes podem ser usados, seguindo as instruções do rótulo, mas têm ação limitada. Mosquiteiros proporcionam boa proteção para aqueles que dormem durante o dia, a exemplo dos bebês, pessoas acamadas e trabalhadores noturnos.