Tocantins 39° C

Fundação promove ações culturais, sociais e de empreendedorismo

Ações foram pensadas com intuito de manter o distanciamento social e o controle da pandemia entre o público jovem.

Thomas Hessel - Palmas, TO

25/12/2020

| Atualizado em

26/12/2020

145

Fundação promove ações culturais, sociais e de empreendedorismo

Palmas, TO - A Fundação Municipal da Infância e Juventude (FIJP) realizou, ao longo da atual gestão, dezenas de ações voltadas ao público jovem, como rodas de conversa sobre combate ao uso de drogas, depressão e empreendedorismo. E mesmo em 2020, com as restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, o trabalho não parou. Entre os projetos realizados neste ano, destacam-se as duas edições do campeonato E-Sports contra Covid-19.

Campeonato virtual que atraiu milhares de jovens nas duas edições, o E-Sports alcançou com êxito o objetivo de entreter e manter os jovens em suas casas, respeitando o isolamento social durante a pandemia. A FIJP também participou ativamente das entregas de máscaras à população para se protegerem do novo coronavírus nos meses de março, abril e junho de 2020.

 

Cartão do Estudante

Logo no início de 2020, antes da chegada da pandemia, a FIJP promoveu o cadastramento e seleção de 543 novos beneficiários do Cartão do Estudante. A concessão de vales-transportes referente ao Programa Cartão do Estudante 2020, conforme as condições especificadas em edital, varia de R$ 33,75 a R$ 67,50. Os valores são distribuídos conforme a quantidade de aulas semanais comprovadas pelos alunos.

A FIJP ainda foi responsável pela realização do Carnaval de Taquaruçu, com várias ações culturais, além de blitze educativas de prevenção ao uso de drogas durante a folia. A Fundação também foi parceira na organização do PMW Festival, ocorrido no final de 2019.

Neste ano, a FIJP reformou, além da própria sede, as unidades do Programa Estação da Juventude 1.0 e 2.0. Agora, a instituição aguarda as condições epidemiológicas favoráveis para dar início às oficinas. “Estão sendo programadas oficinas de mídias digitais, empreendedorismo, marketing entre outras para beneficiar, principalmente, o jovem de baixa renda”, disse o presidente da FIJP, João Pedro Claret, observando que os próximos objetivos preveem a realização de projetos amplos voltados para o empreendedorismo, com cursos para o mercado digital e superação dos dilemas existenciais da juventude moderna.

“Prevemos um amplo apoio às atividades de entidades protagonizadas por jovens, sejam elas estudantis, secundaristas, filantrópicas, culturais e etc”, conclui Claret.